Olha o passarinho!!!!

sexta-feira, 25 de abril de 2014

Eccomi

Finalmente: a Roma!

Quando eu era mais jovem (péssimo..), sempre pensei em morar um tempo fora do Brasil. Não porque eu não gostasse do meu país. Eu amo meu país e acredito na maior parte das pessoas que vive lá.

Mas sempre achei que eu poderia conhecer um pouco mais. Talvez a oportunidade tenha vindo até um pouco tarde demais. Mas o que é tarde demais??? Acredito agora que não existe o tarde demais. Existe o momento exato.

Muito bem. Começarei de trás pra frente. Estamos em Roma, a cidade eterna. Eternamente conhecida pela sua comida maravilhosa, seus sorvetes e claramente, sua história.




Agora muito conhecida também pela sua burocracia, seu famoso "tem mas acabou" e o seu caráter de tornar óbvias situações que para nós, brasileiros, nuncaaaaa seriam.

Pois bem, feita a introdução, posso sinalizar algumas diferenças encontradas ao chegar onde Nero tocou todo o fogo que podia. Inclusive na estação do metrô, de onde vou para o trabalho todos os dias.

- Aqui tomar cappuccino após o almoço é inadmissível. Meu marido faz isso todos os dias. Eu aderi ao machiato (café espresso com um pingo de leite).
- Você anda e não percebe. Você para e se perde na vista. Existe tempo: pra respirar, para admirar, e pra tomar um café.
- Pasmem - No cinema existem tempo para uma PAUSA RELAX. Oi???? Isso mesmo. Uma pausa no meio de uma cena de ação para 5 minutos de relaxamento de uma tarde de descontração. 0_0


- Os vizinhos entram na sua casa. Você não os chama. Mas te trazem tangerina e te dão uma colomba Pascal e salame de presente.

As pessoas discutem a crise como algo banal, os avanços tecnológicos são óbvios (estou me repetindo). Mas quando discutem onde é feita a melhor carbonara...ahhh isso leva horas.

Aos poucos vamos nos acostumando com o ritmo e desfrutando do "dolce far niente" (quando é possivel ...).

Essa não é a Roma de Álvaro Garnero. Mas é a minha. ;)

Arrivederci.







Nenhum comentário: